Sobre o Evento

As histórias de vida que convivem na Bacia do Mercado precisam ser contadas. É esse o objetivo deste projeto, que leva o nome de Comum – Encontro de Culturas e Comunidades, construído a partir do diálogo entre pesquisadores de três instituições: o SESC, a Unifesp e o Instituto Procomum. Em bairros como Paquetá, Vila Nova e Vila Matias, camadas e sobrecamadas da memória local se confundem com camadas e sobrecamadas da própria história nacional.

Histórias que estão contidas na vida das pessoas mas também nas ruas e vielas que compõem a cidade, com sua linguagem própria que nos convida a conhecer seus alfabetos específicos. Durante 10 dias, a Bacia do Mercado receberá atividades que celebram a sua diversidade, suas inúmeras culturas e comunidades: a população de rua, suas histórias e derivas, os trabalhadores e trabalhadoras que vivem nos cortiços, as trabalhadoras do sexo, uma vizinhança que se frequenta há gerações, gerentes e trabalhadores do comércio, frequentadores dos bares, crianças e jovens, estudantes do básico ao universitário, beneficiários das casas de assistência social da região, católicas, espíritas e evangélicas, o povo dos terreiros, funcionários públicos e privados, a gente que vai e vem através das catraias, artistas e produtores culturais e tantos mais, tantos outros, tantos muitos.

Nosso roteiro de atividades se oferece como dispositivo para gerar aproximações e entrecruzamentos nas ruas, nas praças, no saguão do mercado, no pátio da universidade, no quintal do laboratório cidadão e onde mais nossos corpos puderem e quiserem ir.